São Bernardo quer evitar relaxamento nos jogos

01-09-2011 21:42

 

A campanha quase perfeita do São Bernardo na Copa Paulista camufla alguns defeitos da equipe, praticamente imbatível nos números. Líder do Grupo 4, com 22 pontos, e dono da segunda melhor campanha do torneio, o Tigre tem o segundo ataque mais positivo, com 17 gols, e a quinta defesa menos vazada - seis gols sofridos.

Mas as estatísticas escondem o que ocorre durante as partidas. Na maioria dos jogos, o time da região faz o gol e diminui o ritmo depois, deixando o adversário gostar da partida. Por enquanto, o relaxamento prejudicou somente na primeira rodada, quando o São Bernardo fez 1 a 0 na Rua Javari sobre o Juventus e sofreu a virada (2 a 1).

Após a estreia, foram oito jogos com sete vitórias, sendo apenas duas com diferença maior de dois gols - sobre Corinthians B (5 a 0) e Grêmio Osasco (2 a 0). No restante dos duelos, a equipe suou bastante para conquistar os três pontos, com a diferença mínima.

Segundo o técnico Luís Carlos Martins, o problema é que a liderança do time da região incentiva os adversários. "Percebemos que as equipes crescem contra nós, mas faz parte da competição. Temos de administrar", frisou o comandante. "É sempre bom lembrar que remontamos um time, que busca o entrosamento. Mas a tendência é que a equipe cresça de produção no decorrer do torneio", garantiu.

Para o lateral-direito Thiago Gasparino, as oscilações durante os jogos são normais. "Acho que não tem como começar e terminar uma partida no mesmo nível. Faz parte de cada duelo porque todos querem bater o líder da chave. Porém, o mais importante é que nós estamos concluindo as oportunidades que aparecem", destacou.

Para superar as deficiências, o São Bernardo conta com defesa forte, que levou apenas uma vez dois gols na mesma partida, além da boa fase do atacante Diogo Acosta, vice-artilheiro da Copa Paulista, com seis tentos.

Mas o principal fator para se manter no topo da tabela é a união do grupo. "Quem está jogando não dá espaço para ninguém, além das vitórias seguidas. Não dá para questionar", ressaltou o volante Zé Forte, que foi titular pela primeira vez somente na décima rodada, contra o Juventus, devido à lesão de Paulinho.

Gasparino recordou que outro ponto positivo é que a comissão técnica dá liberdade ao time, dependendo de como está o andamento do duelo. "Temos tranquilidade para atacar, além da dedicação e união do elenco. Esses são nossos principais pontos", salientou.

O elenco do São Bernardo volta hoje aos treinamentos, em dois períodos. O próximo compromisso é diante do Paulista, em Jundiaí, domingo.

 

 

Fonte:http://www.dgabc.com.br/News/5910617/sao-bernardo-quer-evitar-relaxamento-nos-jogos.aspx